a festa (da insignificância) > de paulo ribeiro

Ter 01 Mar 2016 | 21:30 | Auditório
Em confronto com a obra de Milan Kundera > Espetáculo de abertura da 18ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra

Sinopse

A celebrar 20 anos este ano e não houve um único sem uma ou mais criações, a Companhia Paulo Ribeiro nomeia o seu último trabalho em confronto com a mais recente obra de Milan Kundera, A Festa da Insignificância.

Há neste percurso um movimento perpétuo de exploração de espaço, ideias, conceitos, dúvidas, encontros, desencontros, surpresas, enfim, uma coreografia que soma todas as outras num espaço aberto delimitado apenas pela interioridade. Um mergulho no mais profundo de si próprio com a vontade de encontrar o que de melhor se pode oferecer a quem decide partilhar esta aventura connosco. Como diz Bergman, sem um tu não pode haver um eu. É esta a beleza de todas as relações, muito especialmente a da relação entre autor e público.

Ficha Técnica

Coreografia e Direção Paulo Ribeiro

Interpretação Ana Jezabel, Filipa Peraltinha, Teresa Alves da Silva, Rosana Ribeiro, São Castro, Allan Falieri, André Cabral, António Cabrita, João Cardoso e Valter Fernandes

Música de Tom Zé, Ben Harper e Matthew Shlomowitz – este último com interpretação de Drumming Grupo de Percussão: Miquel Bernat e Miguel Moreira

Consultoria e Direção Musical Miquel Bernat

Figurinos José António Tenente

Desenho de Luz Nuno Meira

Produção Companhia Paulo Ribeiro

Coprodução Théâtre National de Chaillot; Scène Nationale de Besançon; Fundação Caixa Geral de Depósitos – Culturgest; Teatro Nacional São João; Teatro Viriato e Câmara Municipal de Viseu

Agradecimentos Companhia Nacional de Bailado

Fotografia José Alfredo

Espetáculo de abertura da 18ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra – O Livro | No princípio era o conhecimento

Informações Adicionais

Paulo Ribeiro natural de Lisboa, foi em várias companhias belgas e francesas que fez carreira como bailarino, até que os seus passos conduziram-no à criação coreográfica. Estreou-se enquanto coreógrafo em 1984, em Paris. Entre vários reconhecimentos nacionais e internacionais, Paulo Ribeiro dirigiu o Ballet Gulbenkian e é atualmente Diretor-geral e de Programação do Teatro Viriato, em Viseu. Colaborou com a Escola Superior de Dança e com o Conservatório Nacional de Dança, coreografou para o cinema e para várias companhias de dança em Portugal e além fronteiras. Fundou, ainda, o Lugar Presente, projeto pedagógico da Companhia de Dança que leva o seu nome e celebra em 2015, 20 anos de existência.

Duração do Espectáculo

1:45

Faixa Etária

M/12

Preçário

€12
€10 [< 25, Estudante, > 65, Grupo ≥ 10, Desempregado, Parcerias]
Comprar Bilhete
  • partilhar: