FLATLAND I

Sex 27 Nov 2015 | 21:30 | Auditório
Flatland I (Para Cima e não para Norte) > De Patrícia Portela

Sinopse

Flatland – Parte I (Para Cima e não para Norte) é o primeiro de 4 episódios que contam a trágica vida de um Homem Plano que um dia descobre que lhe falta uma terceira dimensão.

A história deste Homem Plano é contada através de um livro gigante que se escreve, que se desenha, que se projeta em contínuo movimento de páginas, onde as palavras são ao mesmo tempo corpo e conceito, personagem e espaço, sugestão e materialização.

Nesta primeira parte, podemos seguir O Homem Plano na sua reflexão pelos mundos da bidimensionalidade e da perspetiva, até descobrir, um dia, que a sua existência no mundo 3D é apenas possível se existirem espectadores a olhar para ele.

Contente com a descoberta mas descontente com a dependência, o Homem Plano inicia uma estratégia para conquistar a sua imortalidade tridimensional.

(Apresentado em formato de espetáculo desde 2004 em festivais de dança, teatro e multimédia, como filme em festivais de cinema, e como instalação em episódios em Museus.)

Ficha Técnica

Texto, imagem e coordenação Patricia Portela

Interpretação Anton Skrzypiciel

Convidado especial André e. Teodósio

Design sonoro Christoph de Boeck

Apoio técnico e composição gráfica dos clips Hélder Cardoso

Layout e programação do livro Irmã Lucia efeitos especiais

Construção do suporte do livro Antoine Vandewaude

Apoio e assistência geral Patrícia Bateira

Produção Patricia Portela e Helena Serra

Agradecimentos especiais António Saraiva, Vasco Santos, Sr. Bernardino, Sónia Baptista, Ana Pais, Nuno Ferreira, SONY, Diana Roquette, João Garcia Miguel, Eva Nunes, Rui Horta e toda a equipa de Montemor-o-Novo, Hélio Mateus, Miguel (LC), entre outros

Texto em inglês com legendas em português

A apresentação do espetáculo Flatland I de Patrícia Portela decorre no âmbito do Ciclo CONCEITOS E DISPOSITIVOS DE CRIAÇÃO EM ARTES PERFORMATIVAS, co-organização Teatro Académico de Gil Vicente e Pensamento Voador

Print

Festivais e Prémios

Prémio Maria Madalena de Azeredo Perdigão / ACARTE 2004

Menção Honrosa Bolsa Ernesto Sousa/FCG

Top 5 espetáculo do ano no Expresso 2005

Informações Adicionais

Patrícia Portela autora de performances e obras literárias, vive entre Portugal e Bélgica. Estudou cenografia e figurinos em Lisboa e Utrecht, cinema em Ebeltoft, na Dinamarca, e Filosofia em Leuven, na Bélgica.

Entre 1994 e 2002, trabalhou como figurinista e/ou cenógrafa para muitas das mais importantes companhias e realizadores independentes em Portugal, recebendo o Prémio Revelação 94 pelo seu múltiplo trabalho para performances e para cinema. Foi uma das fundadoras do grupo O Resto em 1996 e da Associação Cultural Prado em 2003, onde colabora com artistas nacionais e internacionais em performances e instalações transdisciplinares e itinera com regularidade pela Europa e pelo mundo.

Reconhecida nacional e internacionalmente pela peculiaridade da sua obra, recebeu vários prémios (dos quais destaca o Prémio Madalena Azeredo de Perdigão/F.C.G. ou o Prémio Teatro na Década para Wasteband) e é considerada uma das artistas e autoras mais desafiantes da sua geração. Autora de Para Cima e não para Norte (2008) e Banquete (2012), foi convidada, em 2013, para participar no 46º International Writing Program em Iowa City.

Patrícia Portela foi também a primeira Outreach Fellow da Universidade de Iowa City. Desde 2008, lecciona com regularidade no Forum Dança e em diversas instituições culturais.

Duração do Espectáculo

50 minutos

Faixa Etária

M/12

Preçário

€7
€5 [< 25, Estudante, > 65, Grupo ≥ 10, Desempregado, Parcerias]
Comprar Bilhete
  • partilhar: