L’HOMME QU’ON AIMAIT TROP // DE ANDRÉ TÉCHINÉ

Seg 29 Jun 2015 | 21:30 | Auditório
CINEMA À SEGUNDA

Sinopse

Nice, 1976. Agnès Le Roux, filha de Renée, dona do casino Palais de la Méditerranée, apaixona-se por Maurice, um advogado dez anos mais velho e conselheiro da sua mãe. Enquanto ele mantém outras relações, ela vive uma paixão arrebatadora. Após o casino sofrer um duro golpe, Renée vê-se nas mãos da máfia e do seu rival, Fratoni, que oferece três milhões de francos pelo casino. Maurice convence Agnès a votar contra a sua mãe e Renée perde o casino. Após esta decisão, Maurice acaba a relação com Agnès, que fica ressentida com a traição à mãe. Após uma tentativa de suicídio a jovem desaparece.

Ficha Técnica

Realização André Téchiné

Argumento André Téchiné, Cédric Anger, adaptado do livro de Jean-Charles e Renée Le Roux

Com Catherine Deneuve, Adèle Haenel, Guillaume Canet

Diretor de Fotografia Julien Hirsch

Título Original L’homme qu’on aimait trop

Ano 2014

País França

Parceria Leopardo Filmes

Festivais e Prémios

Festival de Cannes – Seleção Oficial – Fora de Competição

Prémios Lumière – Nomeação para Melhor Atriz (Adèle Haenel) e Melhor Ator (Guillaume Canet)

Informações Adicionais

Sobre o realizador

André Téchiné, realizador e argumentista francês. Antes de passar à realização, Téchiné fez-se notar como jornalista e crítico nos Cahiers du Cinéma durante a década de sessenta. Iniciou-se em 1969 com Pauline s’en va. Alcançou popularidade internacional com Barocco (1976), um policial desempenhado por Gérard Depardieu e Isabelle Adjani.

Duração do Espectáculo

1H55

Faixa Etária

M/12

Preçário

€4
€3 [< 25, Estudante, > 65, Grupo ≥ 10, Desempregado, Parcerias]
  • partilhar: